segunda-feira, 3 de junho de 2013

O Poder da Música!



Um problema que vem agravando a falta de interesse dos alunos pelas aulas expositivas é a monotonia. Para combater isso é essencial um pontapé inicial do professor para “agitar” a aula.
Com esse intuito o CEDUC vem melhorando o astral das aulas expositivas trazendo músicas para os ouvidos dos alunos... Como assim? Vocês tocam “Ah Le-Lek Lek” na sala? Não! Basta conciliar uma música escolhida a dedo (ou a ouvido) com o tema da aula proposto!
Por exemplo, em uma aula onde expusemos para alunos do 2º ano, doenças que podem ser causadas por vírus, bactérias e protozoários introduzimos, como forma de dinâmica avaliativa as músicas Zé Meningite (Grupo Revelação) e Pulso (Titãs). Durante essas músicas são citadas nomes de várias doenças (virais, bacterianas e protozoárias) e o objetivo dos alunos, que foram separados em grupos, era relacionar em diferentes listas cada doença à seu respectivo causador.
Essa dinâmica, que tinha apenas o intuito de revisar/avaliar surpreendeu no sentido de que além de querer acertar, os alunos desenvolveram um positivo senso de trabalho em grupo, onde alguns ouviam a música, outros anotavam em uma folha de rascunho, enquanto outros separavam os causadores e enfim passavam a limpo na folha de avaliação!
Usar a música como uma metodologia em sala de aula diversifica as aulas e faz com que a monotonia passe longe. Usar essa metodologia como forma de avaliação foi uma experiência muito rica, pois os alunos são avaliados sem muita pressão, o que não aconteceria em uma avaliação escrita, por exemplo.
Desta experiência tiramos que tem como avaliar de maneira diversificada sim e que aulas com música engrandece a grade curricular e torna a experiência de educar prazerosa para o professor e a experiência de aprender divertida para o aluno (ou para ambos)...

A aula expositiva está disponível no link:


 Até a próxima, Priscilla Lopes e Igor Daniel.

Um comentário :

Tássia Graziele disse...

Genteeeeeee, estou apaixonada por essa ideia!!! Amei mesmo!